jeudi 29 décembre 2011

Women are there, to put words in what a man can't explain. But, they overdo it when impose meanings.

mardi 27 décembre 2011

Those who will die and don't justify a reason for being alive...

Fuck, I won' t do what you tell me.

jeudi 22 décembre 2011

When it ends?

Download me to your place,
the sun isn't the same anymore
when we're all fading out.

Place me in your fireplace,
so that you can remember
when you arrive wear out.

The stars sparkles more,
when we short the distance,
and your thoughts beam out [on me].

The cup boils vagrant steam,
when we can set an end
to this ridiculous misdemeanour.

Because, we're all played out.









Solitária espanhola

A terra gira ao contrário,
um negro quasi-interrogatório,
a minha morte pelo mistério,
coberto por falso laudatório.

Estou alegre por viver,
e triste por estar sózinho,
que me atrai com saudade,
para um ciclo infinito.

Adoecido pela contradição,
agarrado à cama da modorra,
preso por detrás de vitrais,
que me mantêm em coma.

Os anos passam a fio,
os ecos saiem das catedrais,
é o elogio do repique do sino,
de quem vive no meio de ideais.

A escolha livre e própria,
só me aproxima do vazio,
a constante tendência fria,
por caminhos sem desígnio.




samedi 17 décembre 2011

Why beautiful people are troubled persons?

Sou eu

O teu reflexo no espelho
projecta-se sobre a minha alma
a solidão devora tudo
e quem muda de côr, sou eu.

A projecção na tela
de um filme francês,
beija-me como deve ser,
que eu quero ser teu, de vez.

lundi 12 décembre 2011

Stop it now

Love is blindness,
it's just killing me,
stop it now,
stop it please.

Don't wrap me,
I'm too numb to feel
I prefer die
then living in real.

Kill me
with no misery,
I'm slipping
I'm so sick of it.

Drop the axe
over my skin,
kill me, I'm too numb
to feel.