mercredi 5 avril 2017

Vários nomes para Vagina

O gajo bomba na maminha,
e a gaja ensina como é que se pina,
a Mulher que era fina, agora entrega a vagina,
Lasciva, engole a minha p*la,
de repente fica sem a falinha,
e eu meto a mão na sua crica,
e eu fico com sticky fingers.

Tu sabes lá o que se passa,
quando esta Mulher se passa,
ela agarra-se às minhas costas,
arranha-as e deixa-as em desgraça,
e eu fodo com força a pachaça,
e num ápice venho-me na sua cara,
esta noite foi do caraças.

vendredi 6 janvier 2017

Abraça-me sargaço mar,
porque trazes-me tanto fel,
porque me dás a dor,
depois de me teres dado mel.
O vento traz oferendas
em sopro que sussurra
nos meu ouvidos incapazes
que de repente me empurra.

O vento sopra o polén,
no destino que desabrocha,
que percorre quilómetros,
até humedece uma rocha. 

O perfume que você tem,
é o vento que trouxe,
O coração que você abriu,
é forte e não afrouxa.




Antes de tudo - Alice Caymmi

Antes de tudo o amor 
Nada virá sem amor 
A rosa do vento não vibra, não sopra 
As pernas do tempo não correm, não correm

jeudi 22 décembre 2016

Vivem enganados

Poucos conhecem o Amor livre,
E fazem sempre o que não querem,
Vivem sem saber o que é a vontade,
Quando da cara metade se esquecem.

De quem eu sou, de quem eu quero ser,
Não sabem ler para além dos seus olhos,
São desorientados pela ignorância,
Vivem enganando-se a eles próprios.

dimanche 16 octobre 2016

Amor Pecado, Amor Abençoado

Este pecado que se intensifica
Neste amor que se eterniza,
Tudo o que fazemos juntos indica
Que não há nada que nos limita.

Abraçamo-nos ao sabor da brisa
a nossa cumplicidade característica,
Uma máquina fotográfica simboliza
Um momento de felicidade nas nossas Vidas.

Para o céu que nos ilumina,
A Fátima mostramos a nossa estima
Por nos ter cruzado os nossos caminhos.

Eu sou contigo o que não conseguia ser,
Eu dou-te o amor que não conseguias receber,
E celebramos com os nossos sorrisos.

lundi 29 août 2016

Sempre todos os dias

O teu jeito de te agarrar,
O teu jeito de te tocar,
É algo que eu sinto,
É algo que pressinto...

Gosto do jeito como danças,
E o teu corpo balança e me encanta,
Lanças-me a tua magia,
E fazes-me feliz por um dia.

Eu gosto de te ver todos os dias.
De vermelho entraste no meu coração,
De vermelho encheste-me de paixão,
E dançavas só para ti, e eu olhava para ti,
Sem tu saberes.

E em dois passos nos encaixámos,
Em dois passos nos abraçámos,
Sem perceber reparei que

Eu gosto de te ver todos os dias.